Pular para o conteúdo
Exportação
Importação
Qualidade

Maior integradora logística latina recebe certificação OEA em Taiwan

Ser certificado como um Operador Econômico Autorizado (OEA) significa minimizar os riscos em suas operações de comércio exterior e estar comprometido com os critérios de Conformidade Aduaneira e de Segurança da Cadeia Logística. E por isso, é com muito orgulho que a Asia Shipping (AS), maior integradora logística da América Latina, anuncia mais uma certificação OEA, desta vez em Taiwan. A ilha conta com os serviços da AS para sustentar a economia de suas cidades modernas, templos tradicionais, resorts de águas termais e relevo montanhoso deslumbrante.

Entre as vantagens da certificação OEA estão a utilização da logomarca do Programa; participação no Fórum Consultivo, Seminários e Treinamentos sobre o Programa OEA; despacho de Exportação e Importação como parametrização imediata e redução no percentual de canais de conferência. A AS afirma que essa conquista apenas reforça o compromisso da empresa em sempre prestar um serviço de qualidade. “A certificação OEA permite vínculo entre o Estado, a Receita Federal e a AS, sempre empenhada em exercer uma atividade de importação e exportação regular e idônea”, afirma.

A multinacional também possui outros certificados e premiações que confirmam sua autoridade no mercado logístico. Em reconhecimento à parceria estabelecida para proporcionar maior agilidade e previsibilidade ao fluxo de comércio exterior, a AS possui a certificação OEA no Brasil e na Índia. É também certificada como Operador de Transporte Multimodal, ISO 9001 e possui Declaração de Trânsito Aduaneira, sem contar no reconhecimento da Trace, organização reconhecida mundialmente pelo trabalho com empresas para elevar os padrões de conformidade anticorrupção em todo o mundo.

Além do comprometimento em atender seus clientes com a máxima responsabilidade, a AS também se preocupa com o meio ambiente, reconhecimento comprovado pelo Selo Verde recebido pelo Jornal Meio Ambiente do Estado de São Paulo, em 2018, pelo excelente trabalho realizado na área de preservação e educação ambiental. “Fazer a diferença no mercado é mais do que atender o nosso público no que ele precisa, é mostrar o quanto tudo o que está ao nosso redor é importante. É isso o que nos torna uma referência latino-americana”, ressalta.

A certificação OEA surgiu em 2005, durante uma convenção da OMA (Organização Mundial Aduaneira), em Bruxelas. Embora sua obtenção seja voluntária, o intermediador em operações de comércio exterior que a busca, visa profissionalizar ainda mais sua atividade. “A integração entre as partes reduz significantemente o trânsito ilegal de mercadorias. Fazer as transações às claras traz transparência e responsabilidade”, finaliza a empresa que reforça ainda que continua em constante trabalho para alcançar ainda mais certificações.

 

Referência: Mundo do Marketing