Mercado
Mundo
Nossas Dicas

Dificuldade no comércio exterior pode ser reflexo do Ano Novo Chinês

Grande potência econômica, a China é a sede de inúmeras empresas que abastecem vários outros países e é por isso que durante o Ano Novo Chinês, todas empresas envolvidas com comércio exterior devem ficar atentas a possíveis atrasos nas entregas.

As celebrações do Ano Novo Chinês 2019 começam em 5 de fevereiro, data que também marca o início do Festival da Primavera. O evento ocorre em um período diferente em cada ano, pois o calendário leva em consideração as fases da lua e a posição do sol. Na cultura ocidental, esse é um momento festivo e de reencontros com a família. Porém, é também neste momento que a maior potência mundial cessa suas atividades. Por se tratar de uma importante data, milhões de trabalhadores tiram folga e outros milhões viajam, o que faz com que toda a dinâmica logística do país se modifique. As repartições públicas e as bolsas de valores fechadas implicam em um grande reflexo no mundo todo.

Para tanto, as empresas precisam ter uma comunicação clara com seus clientes, de maneira a não os deixar prejudicados. Como grande parte das produções em todo o mundo dependem de insumos vindos da China é preciso estar atento aos problemas que podem ser causados nesse período. Depois do feriado do Ano Novo Chinês, festividade que costuma paralisar as atividades por cerca de 15 dias, os atrasos nas entregas são recorrentes e a oferta de carga maior que as suportadas por diferentes modais, como o aéreo e o aquaviário, encarecendo o frete.

Às vésperas do Ano Novo Chinês, entenda que algumas alterações logísticas serão necessárias e busque controlar as produções de acordo com as possibilidades. Conte com os serviços da AS para lhe ajudar. Seja qual for o modal, estamos sempre preparados para melhor atendê-lo!