Pular para o conteúdo
porto de santos
Mercado
Últimas notícias
Brasil

Com projeto de inovação, Porto de Santos agilizará entrada e saída de cargas

O maior porto da América Latina, não para de inovar! O Porto de Santos, no litoral de São Paulo, será o primeiro no Brasil a implantar o sistema tecnológico de integração de dados do comércio marítimo chamado Port Community Systems (PCS). O projeto, que também está sendo implantado em portos da Índia, da Argentina e do Chile, é capaz de integrar sistemas e informações já existentes, acelerando processos. Com isso, o complexo portuário visa garantir a liberação de cargas de importação em dois dias e agilizar exportações em apenas um dia. 

Com a integração de sistemas, serão eliminados retrabalho e duplicação de formulários, o que além de tempo reduzirá o custo de das exportações e importações. De acordo com a Santos Port Authority, antiga Codesp, a base de dados será desenvolvida com uma programação moderna e integrável por webservices, com os sistemas das demais autoridades e desenvolvimento de uma Application Programming Interface para integrar com sistemas dos clientes, o que facilitará também o comércio exterior para pequenas e médias empresas, aumentando ainda mais o espectro de benefícios dessa implementação que também deve favorecer a criação de novas vagas de emprego na região. 

Financiado pelo Prosperity Fund, um fundo de cooperação do Governo do Reino Unido para países em desenvolvimento, o projeto tem um aporte de 17 milhões de libras, o equivalente a quase R$ 100 milhões. A implementação desse projeto será liderada pela consultoria Palladium UK, e com participação da Aliança Procomex, EY Brasil e da Universidade de São Paulo (USP).  Segundo os líderes do projeto, o desenvolvimento da tecnologia representa 20% do processo. Os outros 80% serão utilizados para a definição de problemas e mapeamento dos procedimentos já utilizados.  

Como maior e mais importante porto do país, o porto de Santos é sempre protagonista nas inovações, porém a modernização não para por aí. A Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, ligada ao Ministério da Infraestrutura, está dando suporte ao projeto e planeja implementá-lo também nos portos do Rio de Janeiro (RJ), Suape (PE) e Paranaguá (PR). 

“A tecnologia e modernização é vista em todos os setores, nos portos não poderia ser diferente. Com mais agilidade e redução de custos, exportadores, importadores, integradores, todas as empresas serão beneficiadas. Começar o projeto pelo porto de Santos é uma ideia corajosa e que levará o nosso país a outro patamar no comércio exterior” explica a Asia Shipping, maior integradora logística da América Latina.