Mercado
Últimas notícias
Brasil

Expansão global é o segredo da liderança da Asia Shipping no mercado

Ser referência no transporte internacional de cargas traz à Asia Shipping grandes oportunidades, mas isso só é possível hoje, pois há 23 anos a empresa investe no aprimoramento dos serviços e principalmente em sua expansão global. Com escritórios próprios em 11 países, a visão da multinacional é estar presente em todos os continentes.

Foi graças à expansão global que a empresa buscou desde seus três anos de atuação, com a criação da Asia Shipping International Transport em Hong Kong, que a internacionalização dos serviços se intensificou, sendo o ponta pé inicial para agregar novas possibilidades aos serviços prestados. Exemplo disso foi o início das operações de desembaraço aduaneiro, realizada desde 2008.

As inaugurações mais recentes da multinacional foram os escritórios de Frankfurt e Hamburgo. Considerada a economia mais importante da Europa e a quarta potência econômica mundial, depois dos Estados Unidos, China e Japão, a Alemanha tem um grande potencial ao qual a Asia Shipping tem muito a contribuir com seus serviços logísticos. Os anos de experiência adquiridos pela empresa com sua expansão global, a tornam ainda mais sólida para a prestação de um serviço de qualidade e mais especializado. Isso, além de preservar seu posicionamento no mercado como especialista em importações, é um ponto crucial para a conquista de certificações e premiações.

Importante para proporcionar mais segurança ao cliente, o reconhecimento da Asia Shipping como a maior integradora logística latino-americana pode ser atestado pelo destaque que ganhou ao integrar o ranking das 50 maiores companhias do setor mundial de Freight Forwarding da Transport Topics. Outra importante conquista da empresa, que se deve também à sua expansão global, é a adesão ao Programa Brasileiro de Operador Econômico Autorizado-OEA, cujo objetivo é promover uma integração entre as aduanas e todos os operadores envolvidos na cadeia do comércio internacional de modo a evitar ações criminosas no trânsito entre os países, envolvendo terrorismo e trânsito ilegal de mercadorias. Essa certificação dá à empresa o direito de desfrutar de diversos benefícios como as vantagens dos Acordos de Reconhecimento Mútuo (ARM) que a Receita Federal Brasileira venha a assinar com as Aduanas de outros países.

Consolidação de Cargas
Serviços

Descubra tudo que você precisa saber sobre Carga Consolidada Marítima

Para que uma empresa tenha ganho de produtividade com redução dos custos é necessário investir em recursos desenvolvidos especificamente para o setor pretendido, pois só assim será possível obter bons resultados. Trabalhar com comércio exterior é lidar continuamente com uma série de processos burocráticos. Justamente para facilitar a rotina que a Carga Consolidada Marítima passou a ser implementada.

O conceito de Carga Consolidada Marítima nada mais é do que o agrupamento de mercadorias. Desde que tenham o mesmo destino, elas podem ser de um ou mais usuários. Os itens, por sua vez, são descritos individualmente no documento que os acompanha. O conhecimento denominado “Mãe” é aquele que liga a empresa consolidadora à desconsolidadora. Dentro deste, porém, tem também os conhecimentos “filhotes”, em que cada um indica seu respectivo destinatário.

Mas antes de optar pela Carga Consolidada Marítima é importante analisar se este modelo não irá prejudicar a integridade do que pretende ser transportado, já que esta é uma opção interessante para ganho de espaço. Ao possibilitar que mais de uma carga seja levada em uma mesma viagem, produtos frágeis podem não ser recomendados, por exemplo. Desde que não tenham contraindicações, o procedimento é muito interessante, pois facilita o transporte, bem como seu controle e movimentação. Além de tudo, como destacado no início do texto, ele é capaz de facilitar os processos e reduzir os custos logísticos envolvidos. Veja abaixo outras vantagens:

– Documentação: com menos burocracia, as mercadorias agrupadas contêm apenas o conhecimento “Mãe”, mesmo que com o detalhamento dos destinatários.

– Rapidez: a Carga Consolidada Marítima favorece etapas de conferência de mercadoria e análise de documentos mais prática e rápida.

– Manuseio: o transporte também fica muito mais fácil, diferente de quando os objetos estão isolados.

Considerado um dos mais completos do mercado, o serviço de Carga Consolidada Marítima da Asia Shipping é mais uma das soluções de logística integrada oferecidas pela empresa. Com saídas semanais, o serviço abrange todos os pontos da cadeia, não só com relação à importação, como também exportação LCL. Assim, é possível otimizar suas operações com qualidade. Não deixe de entrar em contato para conhecer nosso trabalho!

Mercado
Mundo

Notável, Aeroporto de Miami é referência em frete internacional

Conhecido pela sigla MIA, o Aeroporto Internacional de Miami está localizado próximo do centro da cidade e é operado pelo Departamento de Aviação de Miami-Dade. Com 91 anos de existência, ele é considerado um importante aeroporto da América do Norte, sendo o terceiro mais movimentado dos Estados Unidos para passageiros internacionais. No que se refere ao transporte de cargas, o Aeroporto de Miami também é capaz de proporcionar um importante serviço de importação e exportação de produtos.

De acordo com o Observatório da Complexidade Econômica (OEC), a 3º maior economia de exportação no mundo são os Estados Unidos, visto que em 2017, o país exportou US $ 1,25 Trilhões e importou US $ 2,16 Trilhões, resultando em um saldo comercial positivo de US $ 910 Bilhões. Em 2017, o PIB do Estados Unidos foi de US $ 19,4 Trilhões e seu PIB per capita foi de US $ 59,5 milhões. Toda essa demanda só é suprida com estruturas adequadas para realizar a devida logística da carga, como a que apresenta o Aeroporto de Miami. Referência em frete internacional, ele conta com uma linha de mais de 100 transportadoras aéreas. Principal motor econômico do Condado de Miami-Dade e do estado da Flórida, o aeroporto gera uma receita de negócios de US $ 30,9 bilhões por ano e aproximadamente 60% de todos os visitantes internacionais da Flórida.

Maior porta de entrada do mundo para a América Latina e o Caribe, o Aeroporto de Miami processa 83% de todas as importações aéreas e 79% de todas as exportações para / da região, oferecendo serviço para 106 destinos globais, o que compreende quatro continentes. Para se ter uma melhor visão da sua relevância para o segmento logístico, ele foi designado pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) como o primeiro aeroporto no Hemisfério Ocidental, e apenas o segundo do mundo, líder confiável no setor de transporte de produtos farmacêuticos.

A maior integradora logística da América Latina, Asia Shipping, é especialista em transporte internacional de cargas e possui no Aeroporto de Miami um escritório próprio, o qual consegue realizar a exportação de cargas diretamente para o Brasil, além de ser conexão para todo o mundo. Prioriza velocidade na exportação de carga? Nós temos o serviço certo para você. Entre em contato conosco e veja como podemos ajudar!

Nossas Dicas
Serviços

Por que devo contratar um agente de cargas no processo logístico?

Importante na logística, o agente de cargas nada mais é do a empresa responsável por zelar pela integridade das cargas, avaliando toda a parte documental e física do embarque, bem como elaborando estratégias para o melhor curso das mercadorias, seja de importação ou exportação. Para que a sua carga chegue em segurança, a empresa apresentará soluções personalizadas de como encontrar a melhor e mais viável solução logística, incluindo a escolha da empresa transportadora.

Prever possíveis falhas nos processos de transporte e oferecer a que for mais adequada para quem o contratou é uma das funções do agente de cargas. Todo o planejamento logístico detalhado, as estratégias de consolidação de cargas e negociações inteligentes com as transportadoras também fazem parte do seu trabalho, como explica a AS, que realiza esse serviço há 23 anos. “Com uma série de recursos tecnológicos, atendimento personalizado e expertise no assunto, a AS possui um sistema próprio de rastreamento e reconhecimento internacional”, afirma.

Confira abaixo quais são as principais atividades de um agente de cargas:

Planejamento logístico

A empresa que presta esse serviço possui um amplo e detalhado estudo logístico sobre o processo de importação ou exportação. Com 37 escritórios próprios em 9 países e uma rede completa de representantes nos cinco continentes, a AS é capaz de desenvolver a solução de logística integrada mais adequada aos seus negócios.

Carga Consolidada Marítima

Estratégia que envolve o agrupamento de mercadorias para obter economia de escala no custo dos fretes, a Carga Consolidada Marítima da AS tem saídas semanais e o serviço abrange todos os pontos da cadeia, não só com relação à importação, como também exportação LCL.

Armazenagem

Buscar espaços para o fluxo de materiais entre as funções comerciais e operacionais, variando em função da demanda e capacidade de transporte é outra função do agente de cargas.

Manuseio da mercadoria

Também é fundamental que o agente de cargas esteja atento às normas e regulamentações fiscais que estejam relacionadas ao manuseio, transporte e movimentação de mercadorias, de modo a prestar o melhor atendimento.

Conte com os serviços especializados da AS! Acesse o site e confira como podemos ajudar.

Nossas Dicas
Serviços

Contract logistics: saiba o que é e como esse serviço pode ajudar a sua empresa

 

Na maioria das vezes, as empresas terceirizam sua gestão logística para garantir a lucratividade e manter o foco em suas competências essenciais. E para atender essa demanda, as empresas especializadas, como a Asia Shipping, oferecem serviços que englobam tudo o que envolve o gerenciamento logístico. Conhecido como Contract Logistics, este serviço abrange atividades como criar, projetar, planejar cadeias de suprimentos para empresas, projetar layouts, armazenar, transportar e distribuir mercadorias, etc.

As empresas especializadas em Contract Logistics possuem profundo conhecimento de várias indústrias e fornecem gerenciamento personalizado e eficiente, combinando várias atividades logísticas para criar pacotes de serviços que são complexos e atendem ao conjunto completo de necessidades logísticas de um cliente. Com o Contract Logistics, as empresas podem contratar apenas um serviço como transporte ou armazenamento em terminal, ou um pacote de serviços.

O principal benefício de usar o serviço de Contract Logistics para lidar com a logística de sua empresa, como armazenamento, atendimento e distribuição, é a economia de custos, por exemplo, não ter que manter um depósito ou a equipe para monitorar as operações da cadeia de suprimentos. Além de possuir melhor desempenho em esforços como o envio, ao mesmo tempo em que desfruta de uma capacidade mais fácil de escalar suas operações.

O crescimento nas vendas online e a crescente demanda dos consumidores por entregas mais rápidas e preços mais baixos aumentaram a demanda pelo serviço de Contract Logistics. Esse tipo de serviço também cresceu graças à tecnologia de rastreamento, como a identificação por radiofrequência (RFID) e o sistema de posicionamento global (GPS), ambos oferecendo visibilidade estendida da cadeia de suprimentos. Enquanto isso, a tecnologia da internet das coisas (IoT) melhorou as métricas de rastreamento para caminhões e outras transportadoras. Aposte nessa tendência na sua empresa também, conte com a AS!

Mercado
Nossas Dicas
Cabotagem

Cabotagem é opção para diversificação da matriz logística brasileira

Um dos maiores países do mundo, o Brasil está em busca  de soluções para a logística interna de mercadorias. Com qualidades como sustentabilidade, segurança, menor risco de danos e custo reduzido, a cabotagem se tornou uma das principais alternativas para as empresas brasileiras que querem aprimorar e economizar na sua distribuição.  Assim, o transporte entre portos tem crescido, principalmente em rotas mais longas. Na última década, este modal apresentou um progresso de 10% ao ano e no primeiro semestre de 2018, essa expansão foi ainda maior, atingindo os 13%, segundo a Revista Porto e Navios.

Apesar do crescimento, a cabotagem ainda é pouco utilizada no Brasil, representando apenas 11% do transporte de carga no país, de acordo com o BNDES, e ainda não recebe a devida atenção, apesar de poder ser realizada por diversos meios como mares, rios e lagos e contar com 46 embarcações de última geração , conforme Associação Brasileira dos Armadores de Cabotagem.

Com foco principal no transporte de cargas entre portos do mesmo país, principalmente de contêineres, este modal oferece bons resultados e gera diversos benefícios para as empresas, seus parceiros e clientes. As vantagens econômicas da cabotagem, como menor consumo de combustível por tonelada transportada, menor custo por tonelada-quilômetro transportado e reduzido registro de acidentes, tornam este modal ainda mais interessante. Além de que, o menor consumo de combustível por tonelada-quilômetro transportado tem como consequência menor emissão de poluentes, um benefício ambiental.

Tão benéfica para a matriz logística brasileira, a cabotagem foi tema de reunião entre o Sindicato Nacional das Empresas de Navegação Marítima (Syndarma) e o Ministério de Infraestrutura no final de janeiro. O encontro discutiu a situação atual e entraves, como a falta de subsídio e investimento, para o desenvolvimento do modal no Brasil a fim de encontrar possíveis soluções.  Durante a reunião, que ainda terá prosseguimento, foram discutidos temas como a criação de uma agência reguladora exclusiva para o transporte aquaviário, criação de uma diretoria de navegação e hidrovias, livre comércio entre Mercosul e União Europeia e o Ministro Tarcísio Gomes de Freitas reconheceu a importância da navegação e da cabotagem para economia brasileira para equilibrar a matriz de transportes do país. Pois, com a cabotagem consolidada, os portos, armadores, produtores e comerciantes de todo o país são beneficiados, além de que o país poderá diversificar a sua matriz logística e se desenvolver ainda mais economicamente.

Quer saber mais sobre cabotagem? Entre em contato com a AS!

Mercado
Mundo
Nossas Dicas

Dificuldade no comércio exterior pode ser reflexo do Ano Novo Chinês

Grande potência econômica, a China é a sede de inúmeras empresas que abastecem vários outros países e é por isso que durante o Ano Novo Chinês, todas empresas envolvidas com comércio exterior devem ficar atentas a possíveis atrasos nas entregas.

As celebrações do Ano Novo Chinês 2019 começam em 5 de fevereiro, data que também marca o início do Festival da Primavera. O evento ocorre em um período diferente em cada ano, pois o calendário leva em consideração as fases da lua e a posição do sol. Na cultura ocidental, esse é um momento festivo e de reencontros com a família. Porém, é também neste momento que a maior potência mundial cessa suas atividades. Por se tratar de uma importante data, milhões de trabalhadores tiram folga e outros milhões viajam, o que faz com que toda a dinâmica logística do país se modifique. As repartições públicas e as bolsas de valores fechadas implicam em um grande reflexo no mundo todo.

Para tanto, as empresas precisam ter uma comunicação clara com seus clientes, de maneira a não os deixar prejudicados. Como grande parte das produções em todo o mundo dependem de insumos vindos da China é preciso estar atento aos problemas que podem ser causados nesse período. Depois do feriado do Ano Novo Chinês, festividade que costuma paralisar as atividades por cerca de 15 dias, os atrasos nas entregas são recorrentes e a oferta de carga maior que as suportadas por diferentes modais, como o aéreo e o aquaviário, encarecendo o frete.

Às vésperas do Ano Novo Chinês, entenda que algumas alterações logísticas serão necessárias e busque controlar as produções de acordo com as possibilidades. Conte com os serviços da AS para lhe ajudar. Seja qual for o modal, estamos sempre preparados para melhor atendê-lo!

 

Mercado
Últimas notícias
Brasil

Com alta nas exportações e importações, Brasil tem superávit de US$ 58,3 bilhões

“O segundo melhor desempenho registrado desde 1989” foi assim que o Ministério da Economia descreveu o saldo da balança comercial brasileira em 2018. De acordo com o órgão, a diferença entre as exportações (US$ 239,5 bilhões) e as importações (US$ 181,2 bilhões), durante o último ano, foi de US$ 58,3 bilhões. Este resultado positivo é reflexo do crescimento em valor monetário tanto das exportações como das importações, visto que houve aumento de volumes embarcados (4,1%) e alta do preço (5,1%), somadas tanto a entrada quanto a saída de produtos atingiram o total de US$ 420,7 bilhões, US$ 52 bilhões acima do resultado registrado em 2017, um recorde nos últimos cinco anos.

Em relação aos produtos que foram exportados, os básicos, aqueles comercializados em seu estado natural, tiveram uma alta de 17,2%, totalizando US$ 118,9 bilhões. Os manufaturados, produtos que passam por industrialização e tem maior valor agregado, apresentaram um crescimento de 7,4%, e somaram US$ 86,6 bilhões. Já os semimanufaturados, comercializados antes da forma final de consumo, foram na contramão das outras categorias e tiveram uma queda na comparação com o ano anterior (3,1%), registrando US$ 30,6 bilhões.

Em relação as importações, também houve crescimento no volume (13,5%) e custo dos artigos (5,7%). Setores econômicos tidos relevantes como os de bens de capital (US$ 28,6 bilhões, +76,5%); bens intermediários (US$ 104,9 bilhões, +11,6%); bens de consumo (US$ 25,5 bilhões, +9,1%); e combustíveis e lubrificantes (US$ 22,0 bilhões, +24,9%) tiveram aumento nas importações durante 2018.

Os grandes compradores dos produtos brasileiros, China, União Europeia e Estados Unidos, intensificaram ainda mais os seus pedidos durante o último ano. Somente as transações com a China renderam US$ 66,6 bilhões (alta de 32,2% na comparação com 2017). Logo após as exportações para países europeus atingiram a marca dos US$ 42,1 bilhões (mais 20,1%) e em terceiro lugar, os norte-americanos pagaram US$ 28,8 bilhões (mais 6,6%) por artigos brasileiros.

Os países exportadores também são os que mais enviam artigos para o Brasil. De acordo com os dados apresentados pelo Ministério da Economia, as compras de produtos chineses chegaram aos US$ 35,5 bilhões, um crescimento de 26,6% na comparação com 2017. Dos países europeus, as importações somaram US$ 34,8 bilhões (mais 7,9%). Com um crescimento de 16,1%, as importações dos Estados Unidos atingiram a marca de US$ 28,9 bilhões. Outro país que teve forte representatividade nas aquisições brasileiras durante 2018 foi a Argentina, com uma alta de alta de 16,7% na comparação anual, um total de US$ 11,1 bilhões.

De acordo com a Asia Shipping, maior integradora logística latino-americana, 2018 foi um ano de crescimento para o comércio exterior brasileiro e as expectativas para 2019 são boas. “Temos um mercado em crescimento e em renovação para esse ano, assim as empresas estão mais confiantes na ampliação e expansão dos seus negócios. É um momento adequado para investir e fechar parcerias fortes que irão aumentar o potencial do seu produto”, explica.

Mercado
Nossas Dicas

Não fique na dúvida, confira a lista de documentos essenciais para exportar!

Sua empresa expandiu e o território nacional já não é mais o suficiente? Que tal exportar? Esse é o caminho que a maioria das empresas brasileiras seguem para ampliar o seu negócio, mas aí surgem diversas dúvidas de como exportar seus produtos para outros países, principalmente pela burocracia. São diversos documentos que precisam ser gerados para evitar que haja qualquer entrave durante o transporte das mercadorias e para te ajudar, a Asia Shipping fez uma lista com os principais deles. Confere aí!

Fatura Proforma – Proforma Invoice

É o primeiro documento do processo de exportação, ainda quando as mercadorias estão em negociação. É semelhante à fatura comercial, porém com ares de um orçamento, o que não gera obrigação de pagamento por parte do comprador. É um documento para formalizar a negociação entre exportador e importador, nele normalmente contém as especificações como a quantidade, preço, transporte, embalagem e forma de pagamento e condições de venda e responsabilidades (Incoterm) para que o comprador dê o seu aceite e providencie as formalidades para a importação. Deve ser emitida no idioma do país importador ou em inglês.

Fatura Comercial – Commercial Invoice

De efeito semelhante a uma nota fiscal é fundamental para o desembaraço da mercadoria no país de destino, visto que é um dos principais documentos exigidos pela maioria das autoridades alfandegárias de todo o mundo para liberar remessas e/ou embarques. É o registro da transação comercial realizada entre importador e exportador, assim merece bastante atenção.

Romaneio de Carga –  Packing List

Um documento com a lista de todos os produtos/volumes embarcados, fundamental para o desembaraço dos produtos e orientação do importador sobre o conteúdo recebido.

Conhecimento de Embarque – Bill of Lading/AirwAY bILL

Um documento com multifunções pois é ao mesmo tempo um recibo de mercadorias emitido pelo Transportador/Agenciador, um contrato de Transporte e o documento de posse ou propriedade da carga, constituindo assim um título de crédito. É emitido pela transportadora para atestar o recebimento e condições das mercadorias, além da obrigação de entrega.

Certificado de Origem – Origin Certificate

Tem como principal função comprovar a origem da mercadoria e habilitação à isenção ou redução do imposto de importação, é responsabilidade do exportador, usualmente a pedido do importador, que deve emiti-lo no órgão responsável.

Apólice de Seguro de Transporte

É imprescindível quando a venda é condicionada à contratação de seguro dos produtos (responsabilidade definida pela Incoterm selecionado para a operação). A emissão deve ser feita junto à companhia seguradora antes do embarque da mercadoria.

DU-E Declaração Única de Exportação

A partir da nota fiscal emitida (verifique a tributação e a natureza da operação), o despachante aduaneiro registrará a DU-E por meio do Portal Único de Comércio Exterior, iniciando assim o processo de despacho aduaneiro de exportação.

Nota Fiscal

Com o Registro de Exportação em mãos é o momento de emitir a nota fiscal que irá acompanhar as mercadorias no percurso do exportador até a liberação na Receita Federal.

Vai exportar? Conte com os serviços da AS para ter uma operação mais tranquila, segura e eficiente!

Mercado

Asia Shipping recebe certificação internacional AEO na Índia

A Asia Shipping, multinacional referência no transporte internacional de cargas, conquistou a certificação de Operador Econômico Autorizado (AEO) na Índia, na categoria Operador Logístico (LO) pelo Conselho Central de Impostos Indiretos e Alfandegários, Ministério das Finanças, Governo da Índia. Essa conquista foi alcançada graças ao reconhecimento e valorização do compromisso da empresa para garantir o fornecimento internacional na Cadeia Logística de acordo com a Organização Mundial das Alfândegas, garantindo  e facilitando o Comércio Global.

A Organização Mundial das Alfândegas adotou, em 2005, o Quadro de Normas de Segurança para garantir e facilitar o comércio global. Desde então, este instrumento internacional introduziu padrões modernos de segurança com uma parceria mais próxima entre as Alfândegas e as empresas, o Operador AEO. Este programa proporciona benefícios sob a forma de autorizações e procedimentos aduaneiros simplificados às entidades empresariais que oferecem garantias de segurança em relação ao seu papel na cadeia de abastecimento.

Com a certificação, válida por cinco anos, a Asia Shipping poderá desfrutar de benefícios como: Inclusão de entrega direta em porto de importações para garantir o gerenciamento de estoques just-in-time; inclusão de entrada direta em porto para contêineres destinados à exportação por AEOs; acordos de Reconhecimento Mútuo com outras Administrações Aduaneiras; desembolso mais rápido do valor de drawback; acompanhamento rápido de reembolsos e adjudicações; extensão da facilitação às exportações, além das importações; e reconhecimento por Agências Governamentais Parceiras e outros Stakeholders como parte deste programa.

O status AEO confere à empresa o reconhecimento internacional de que a entidade está em conformidade com as diretrizes de segurança e é um operador “seguro”.  “No que diz respeito à Índia, ainda estamos muito atrás do resto da comunidade comercial internacional para solicitar e conceder o status de AEO. No entanto, ser uma das primeiras empresas a receber essa certificação, nos coloca na linha de frente dos provedores de serviços e se houver uma exigência do exportador ou importador na Índia para prosseguir apenas através de um provedor de serviços reconhecido pela AEO, podemos oferecer nossos serviços. Nesta medida, estaremos entre as empresas prestigiadas e líderes da indústria”, explica Amit Tandon, gestor da AS Índia.