Pular para o conteúdo
corrente total do comércio
Mercado
Brasil

Ampliar corrente total do comércio é a meta do governo brasileiro em 2020

A balança comercial brasileira sofreu uma redução em 2019 e de acordo com o Ministério da Economia, para 2020, o plano principal da pasta não é aumentar esse saldo, e sim investir em ampliar a corrente total do comércio, que é a soma das importações com as exportações. O objetivo é fazer com que esse valor sobre o PIB Nacional gire em torno de 23% e 24%, superando a cifra de US$ 401,34 bilhões em 2019, valor 5,7% menor em relação ao ano anterior.

O foco em ampliar a corrente total do comércio tem como aspiração se aproximar de outros países com economia semelhante à do Brasil, mas que estão bem à frente. No México, o percentual da corrente de comércio sobre o PIB é superior a 70%. Na China, ultrapassa 40%; e no Chile, aos 30%.

Além disso, o Ministério justifica a sua escolha se espelhando em outros países que não tem saldo comercial positivo, como os EUA. De acordo com o Secretário de comércio exterior do Ministério da Economia, Lucas Ferraz: “O objetivo fundamental é aumentar o grau de integração da economia brasileira e com isso contribuir para o aumento da nossa produtividade, com o crescimento de longo prazo, geração de emprego e renda”.

Mas apesar de um resultado ruim na balança comercial brasileira em 2019, o ano passado não foi completamente ruim para o país em relação a comércio exterior, ao contrário na verdade, após diversos acordos comerciais (Mercosul com a União Europeia e com a Associação Europeia de Livre Comércio (Efta, bloco que reúne Suíça, Noruega, Islândia e Liechtenstein), o Brasil tem como se melhor posicionar no comércio global e atingir melhores cifras.

E ainda mais, estão em estágio avançado as negociações para um acordo de livre comércio com o Canadá, Coreia do Sul e Cingapura, se este forem assinados em 2020 também ajudarão o Brasil a atingir as suas metas comerciais.

“Independentemente de qual seja a meta do governo, é importante que as empresas, associações e pessoas envolvidas com o comércio exterior vejam as oportunidades disponíveis para esse ano e auxiliem no crescimento do mercado brasileiro. Aqui na Asia Shipping, 2020 é um ano de crescimento e renovação, não somente pelas oportunidades do mercado, mas pela nossa visão interna que podemos ir muito mais longe”, AS, maior integradora logística da América Latina.

 

Artigo publicado originalmente no Mundo do Marketing